Prefeitura de Gurupi

Gurupi começa vacinação contra gripe no campo e na cidade

17/04/2017 Lino Vargas/Secom Gurupi

A Secretaria da Saúde de Gurupi inicia nesta terça-feira, 18, campanha de vacinação contra a gripe influenza. As vacinas já estão à disposição do público, em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS). O dia D de mobilização será no dia 13 de maio. Mas, na zona rural, as equipes já estão a caminho das chácaras e fazendas do município para vacinar as pessoas que lá residem.


“É de grande importância a prevenção, por isso, todos os anos iniciamos nossa campanha de vacinação com antecedência, disponibilizando as doses nas UBS, para que todos os grupos prioritários tenham acesso fácil e rápido", destaca o prefeito de Gurupi, Laurez Moreira.


 Grupos prioritários


 Segundo o secretário da Saúde de Gurupi, Vânio Rodrigues, estão aptas a vacinarem, pessoas que estão enquadradas dentro dos grupos de risco ou prioritários, de acordo com o Ministério da Saúde. Crianças de seis meses a menores de cinco anos; pessoas de 60 anos acima; gestantes; puérperas até 45 dias (resguardo até 45 dias); indígenas; trabalhadores da saúde; doentes crônicos; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional; professores das escolas públicas e privadas.

 

 “Para ter acesso à vacina, no caso das pessoas com doenças crônicas, é preciso apresentar laudo médico ou exames comprobatórios, conforme exigência do SUS”, informa o secretário Vânio, acrescentando que as UBS funcionam das 7 às 17 horas, de segunda a sexta-feira.

 

 Porteira fechada


De acordo com o coordenador da Vigilância Epidemiológica de Gurupi, Zander Luis Guimarães, uma das grandes dificuldades que as equipes encontram para efetivar a vacinação na zona rural são as porteiras fechadas. “É importante que nesta época, as famílias fiquem atentas para não lacrar as porteiras, pois aí ficamos impedidos de entrar. Nossos enfermeiros e técnicos têm identificação pessoal e não oferecem risco”, acrescenta o coordenador.

 

Importância


As infecções respiratórias agudas constituem um conjunto de doenças freqüentes e tem maior incidência em pessoas com idade acima dos 60 anos e crianças, sendo o vírus da influenza um dos principais agentes originários destas doenças. A principal intervenção preventiva em saúde pública para este agravo é sem dúvida, a vacinação.

 

“A campanha anual de vacinação, contribuiu ao longo dos anos para a prevenção da gripe nos grupos imunizados, além de apresentar impacto de redução das internações hospitalares, mortalidade evitável e gastos com medicamentos para tratamento de infecções secundárias, daí a importância de se vacinar”, conclui Zander Luis.