Prefeitura de Gurupi

Equipe multidisciplinar repassa orientações de como cuidar de um acamado em casa

27/09/2018 Lino Vargas

Cuidar é um gesto de amor e é necessário ser em segurança para garantir uma boa qualidade de vida a quem necessita dos cuidados. Pensando nessa demanda, o Núcleo Ampliado de Saúde da Família (Nasf) da Secretaria Municipal de Saúde de Gurupi está realizando nesta quinta-feira, 27, e sexta-feira, 28, o curso “Como cuidar de um acamado em casa”, voltado a cuidadores, familiares de pessoas acamadas e profissionais da saúde.

 

O curso ministrado por psicóloga, nutricionista, enfermeiro, fisioterapeuta, médico, advogado, assistente social, odontólogo, educador físico, farmacêutico, fonoaudióloga, está abordando temas como mudança de hábitos, alimentação saudável, comunicação, adaptação residencial e independência, higiene bucal, saúde emocional, higiene e cuidados com o acamado, posicionamento e prevenção de úlcera, medicação, estatuto da saúde e direitos dos idosos.

 

A alimentação é um dos itens que mais necessita de cuidados e alguns deles que garantem a segurança alimentar muitas vezes passam despercebidos. A nutricionista, Ana Maria Leal, orientou sobre o acondicionamento dos alimentos para garantir a manutenção dos nutrientes, sobre a higienização e processamento de cada alimento. Ela ressaltou que a alimentação é como um medicamento e os cuidadores devem observar bastante, pois o acamado tem muita facilidade de desnutrir-se.

 

Os participantes também receberam orientações de como se comunicar com os acamados, sendo que muitos perdem a fala e passa ser necessário o diálogo por meio dos gestos e até mesmo do olhar. A fonoaudióloga, Rosângela Barros, repassou algumas dicas como: ficar de frente com o acamado ao falar com ele; falar pausadamente, com frases simples e curtas; enfatizar expressões do rosto; utilizar toques para manter a atenção do acamado; correlacionar o nome com objeto; não interromper o acamado no meio da fala, mostrar fotos de familiares ao conversar sobre fatos antigos, entre outras.

 

A coordenadora do Nasf, Emiliana Cruz, destacou que a iniciativa de oferecer esse curso a familiares e cuidadores nasceu devido a demanda grande de paciente acamados acompanhados pelo Nasf, sendo que os profissionais começaram a perceber que os familiares não tinham instruções para acompanhar essa pessoa para a garantia de qualidade de vida. “A demanda vem aumentando a cada dia e as famílias precisam ter as orientações sobre várias especialidades para que possam cuidar melhor do seu familiar. Além dos cuidados relacionados à saúde queremos repassar aos participantes também sobre os direitos que os idosos têm, em especial, sobre o sistema de saúde”, enfatizou.

 

Algecira Vieira, que cuida da mãe Odinea Vieira, de 88 anos que tem Alzheimer, está participando do curso e elogiou a iniciativa. “Quando soube que teria esse curso, decidi que participaria juntamente com a pessoa que cuida da minha mãe comigo. Estávamos precisando ser mais orientadas a respeito de como cuidar, fazemos o possível, mas não temos muito conhecimento e hoje estamos adquirindo aqui”, destacou.

 

Segundo Algecira, as orientações são muito pertinentes e coisas simples que muitas vezes deixavam de fazer poderia comprometer a saúde da acamada. “Eu, por exemplo, estava fazendo as refeições dela em uma quantidade para quatro dias e não estava acondicionando corretamente o que estava havendo a perda dos nutrientes, pois com as orientações da nutricionista vou mudar a maneira de guardar os alimentos para que minha mãe tenha segurança alimentar”, explanou.

 

Durante as palestras os participantes estão podendo retirar as dúvidas e dividir as experiências. Esse curso integra as ações do Programa Saúde Humanizada que busca oferecer um acolhimento com qualidade com a garantia de todos os direitos que o usuário do SUS tem.

 

Heliana Oliveira/Secom