Prefeitura de Gurupi

Boletim Epidemiológico de 02/07/2020

02/07/2020 Divulgação/Secom Gurupi

O Comitê Gestor de prevenção ao coronavírus em Gurupi informou que até as 11 horas desta quinta-feira, 02, o Laboratório Central do Estado (Lacen) não liberou resultados de exames para Gurupi, permanecendo 262 casos confirmados.

 

A vigilância epidemiológica confirmou a recuperação de um homem de 29 anos e uma mulher de 20 anos.

 

Na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) foram realizados 14 testes rápidos com resultados negativos e 58 pessoas foram submetidas aos testes Swab enviados ao lacen. São 28 homens, entre 05 e 65 anos e 30 mulheres entre 01 e 80 anos.

 

No Centro de Triagem foram realizados 15 testes Swab, enviados ao Lacen de oito homens, entre 02 e 42 anos e sete mulheres entre 23 e 63 anos. Também foram realizados 27 testes rápidos com resultados negativos

 

Em um hospital da rede particular quatro pessoas também foram submetidas ao teste Swab. São três homens, entre 13 e 49 anos, e um mulher de 51 anos.

 

Todos que aguardam resultado dos exames Swab estão em isolamento domiciliar.

 

Gurupi contabiliza 2.166 casos descartados, 127 casos suspeitos, 262 casos confirmados, destes 151 pessoas estão recuperadas, 106 em tratamento e 05 óbitos.

 

Internações

 

 Continuam internados no Hospital Regional de Gurupi os homens de 57 anos, 59 e o de 89 anos. Todos  estão em estado moderado da doença.

 

Alerta da Vigilância Epidemiológica

 

A  Vigilância Epidemiológica alerta ser importante e essencial a pessoa manter o distanciamento social, mesmo com familiares e amigos. Evitar aglomerações de pessoas  em festas e reuniões em residências, lazer em ranchos e praia.

 

Alerta também manter o isolamento assim que sentir os primeiros sintomas, ficar em um cômodo isolado, usando máscara, manter o distanciamento dos demais familiares, mesmo antes de receber o resultado do exame.

 

Confira o Boletim Completo

 

 Recomendações

 

O Comitê Gestor de prevenção ao coronavírus reforça que as medidas de prevenção são extremamente necessárias para evitar a transmissão principalmente aos grupos de risco. O esforço deve ser coletivo e o isolamento social deve ser priorizado. O momento não é para festividades, confraternizações, encontro de amigos e familiares, visitas, viagens, pois a atual situação exige que o isolamento social seja prioridade. Quanto menos contato com outras pessoas, menor é a chance de ser infectado pelo coronavírus. Dessa forma o cidadão irá proteger tanto seus familiares quanto outras pessoas e evitar a propagação do vírus