Prefeitura de Gurupi

Boletim epidemiológico 27/07/2020

27/07/2020 Divulgação/Secom Gurupi

O Comitê Gestor de Prevenção ao Coronavírus de Gurupi informou que até às 14h desta segunda-feira (27), foram confirmados mais 30 novos casos de Covid-19 na cidade, informados pelo Lacen. São 13 mulheres, entre 02 meses e 63 anos, e 17 homens, entre 18 e 58 anos.

 

A Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde informou a alta de isolamento domiciliar de 15 homens e 23 mulheres. Não teve alta hospitalar desde a publicação do boletim anterior.

 

Na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), foram realizados 34 testes Swab, enviados ao Lacen, de 16 Homens com idade entre 10 e 60 anos, e 18 Mulheres, entre 18 e 60 anos. Foram realizados 37 Testes rápidos, todos negativos.

 

No Centro de Triagem foram realizados 22 testes Swab, enviados ao Lacen, de 10 homens com idade entre 11 e 46 anos, e 12 mulheres com idade entre 06 e 58 anos. Também foram realizados 25 testes rápidos, todos com resultado negativo.

 

Óbito

 

Mais um óbito de paciente do município foi confirmado. A vítima trata-se de um homem de 57 anos, etilista crônico e hipertenso, que deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no dia 21 de julho, mas não resistiu e faleceu no mesmo dia. Porém, somente nesta segunda-feira saiu o resultado positivo do Teste Swab da vítima.

 

Gurupi contabiliza nesta segunda, 3.822 casos descartados, 371 casos suspeitos, 808 confirmados, destes 384 pessoas estão recuperadas, 414 em tratamento e 10 óbitos.

 

Internações

 

Estão internados no Hospital Regional de Gurupi (HRG) seis homens entre 43 e 91 anos, sendo cinco deles em estado grave e um em estado moderado; Além de uma mulher de 46 anos, em estado considerado grave.

 

Na rede particular estão internados em leitos clínicos quatro pessoas, são três homens entre 56 e 62 anos, sendo que um deles, de 62 anos, ainda aguarda resultado do exame; e uma mulher de 34 anos.

 

Confira o Boletim Completo.

 

Recomendações

 

O Comitê Gestor de prevenção ao coronavírus reforça que as medidas de prevenção são extremamente necessárias para evitar a transmissão principalmente aos grupos de risco. O esforço deve ser coletivo e o isolamento social deve ser priorizado. O momento não é para festividades, confraternizações, encontro de amigos e familiares, visitas, viagens, pois a atual situação exige que o isolamento social seja prioridade. Quanto menos contato com outras pessoas, menor é a chance de ser infectado pelo coronavírus. Dessa forma o cidadão irá proteger tanto seus familiares quanto outras pessoas e evitar a propagação do vírus.