Geral|

Compartilhe:

Integrando a programação da Semana da Água foi realizado o I Ciclo de Palestras do Meio Ambiente e Cidadania abordando a segurança Hídrica Regional. O evento ocorreu no Clube da OAB Gurupi, na noite desta quinta-feira, 21.

O evento dá início ao calendário de ações do Projeto de Extensão do curso de Direito da Universidade UnirG, um parceiro da Diretoria Municipal de Meio Ambiente da Prefeitura de Gurupi nas atividades da Semana da Água. O tema do projeto de extensão é “Meio Ambiente e Cidadania”.

A primeira palestra da noite abordou o tema “Instrumentos de proteção dos recursos hídricos”, ministrada pela engenheira agrônoma, perita e gestora ambiental, Presidente do Comitê de Bacia Hidrográfica dos Rios Santo Antônio e Santa Tereza e diretora municipal de Meio Ambiente de Gurupi, a Dra. Asafe Santa Barbara Gomes.

“A competência dos órgãos de fiscalização na manutenção da qualidade hídrica” foi o assunto da segunda palestra da noite, proferida pelo Dr. Stanley Bezerra Bandeira, engenheiro agrônomo, inspetor ambiental no Naturatins.

“Nós abordamos a função dos órgãos na realização do licenciamento ambiental, monitoramento e fiscalização; enfatizamos as funções do Naturatins, que também monitora, licencia e inspeciona o uso da água com vistas ao desenvolvimento sustentável”, disse o Dr. Stanley e acrescentou a importância de levar esse debate para a universidade. “É nesse ambiente que encontramos os futuros formadores de opinião e muitos poderão atuar na área ambiental. É importante para que eles tenham uma visão holística a respeito da atuação e responsabilidade de cada órgão”, conclui.

A terceira palestra foi realizada pelo promotor de Justiça, titular da Promotoria Regional Ambiental do Alto e Médio Araguaia, Francisco Brandes, que discorreu sobre “A atuação do Ministério Público na garantia da segurança hídrica”. Dentre os pontos destacados estão a criação de duas promotorias regionais ambientais pelo Ministério Público do Tocantins, uma do Rio Araguaia e o outro do Rio Tocantins, para que se priorize esses cursos hídricos; as áreas de proteção ambiental; os desmatamentos; aterros sanitários e lixões nos municípios menores e mais modestos.

Para o promotor Francisco Brandes é preciso esse debate para mudar a realidade do Brasil. “É necessário tratar dessas questões para que consigamos entregar para a comunidade um bem comum ideal, uma vida melhor e uma qualidade de vida de sustentabilidade. Precisamos mudar o mundo, precisamos mudar o Brasil e a visão da sustentabilidade para mudar a nossa realidade”, declarou.

Programação

A programação da Semana da Água encerra neste sábado, 23, com o Dia de Campo no Viveiro Municipal. A primeira ação será um curso de orientação técnica sobre diversos aspectos relacionados ao viveiro e a segunda uma Oficina de produção de sabão caseiro com óleo usado. As atividades serão realizadas no Viveiro Municipal (Trevo da Rua 7 – Saída para Dueré), no horário de 8h às 12h.

Nesta sexta-feira, 22, pela manhã foi realizada no Campus I da Universidade UnirG palestra sobre o projeto de captação de água de ar condicionado e o Plantio de mudas no pátio do Campus.

A tarde a equipe da Diretoria Municipal de Meio Ambiente e o Projeto de extensão Meio Ambiente e Cidadania, juntamente com as instituições locais, BRK Ambiental e o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), farão Blitz Educativa, com stand de recicláveis e doação de mudas no Parque Mutuca I (Av. Beira Rio com Av. Maranhão) a partir das 16h até às 18h.

Comments are closed.

Close Search Window